WP054 – Desigualdade Socioeconômica no Acesso aos Serviços de Saúde no Brasil

RESUMO – Este artigo mensura a desigualdade socioeconômica no acesso aos serviços de saúde no Brasil e regiões, em 1998 e 2008. A análise controla por fatores predisponentes, capacitantes e de necessidade. Os resultados mostram um aumento das taxas de utilização e redução das desigualdades no cuidado primário, especialmente entre indivíduos sem plano sugerindo melhora nos serviços públicos. A exceção é a utilização de serviços odontológicos, que ainda apresenta desigualdade elevada e maior utilização entre indivíduos com plano. Para o indicador de problema de acesso, observa-se ainda desigualdade favorável aos ricos. Ao controlar para plano de saúde, essa desigualdade se reduz consideravelmente.

  • Sobre a REAP

    REAP é uma rede de pesquisadores brasileiros que trabalham na área de economia aplicada. Seu objetivo é fomentar e divulgar pesquisas acadêmicas sobre questões relevantes para a economia e sociedade brasileira com sólido embasamento científico.

    • Contato

      Em caso de dúvidas, sugestões e para receber os informes da rede, escreva-nos: reap@reap.org.br

    Atualizações deste site

    Receba informes e avisos de novos papers

    /* http://reap.org.br/feed/atom/*/