RESUMO – A quantidade de filhos afeta negativamente a participação das mães no mercado de trabalho. Nesse sentido, a educação infantil contribui para elevar a empregabilidade das mães. Assim, o objetivo deste artigo é avaliar o efeito da frequência pré-escolar dos filhos sobre as variáveis de trabalho das mães no Brasil. As estimativas são feitas com base no método de Regressão Descontínua. Os resultados mostram que os filhos que frequentam pré-escola elevam a participação das mães no mercado de trabalho em 28% e aumentam em 19 horas a jornada de trabalho semanal, contudo, não afetam salários. Além disso, as crianças que nasceram após o dia 1º de março têm 3% a menos de chances de freqüentar pré-escola.

Download do Paper

Ano: 2011

Working-paper: 011

Share This: