Autor: Flavia Lucia Chein Feres

WP038 – Risco Moral no Contexto de Perda da Cobertura de Seguro

RESUMO – Este trabalho discute e apresenta evidências da existência de risco moral decorrente de mudanças no comportamento dos consumidores em um contexto inovador na literatura de economia da saúde. A hipótese testada no trabalho é de que, consumidores, diante da antecipação da perda do seguro de saúde têm incentivos para usar serviços de assistência a saúde independentemente de estar doente, gerando um excesso de uso em relação à situação em que não perderiam o seguro. A partir do acompanhamento longitudinal de beneficiários pertencentes a uma carteira de plano de saúde administrado por uma autogestão – Sabesprev – identificamos situações antecipadas de perda do seguro e estimamos a utilização de consultas e exames tendo em conta a distância para saída da carteira. Os resultados evidenciaram a existência de risco moral para os dois tipos de cuidado considerados. Nos seis meses que antecedem a perda da cobertura, observamos um aumento de até 17% nas consultas médicas e de 22% nos exames de diagnose. As consultas começam a aumentar a partir do quinto mês antes da saída da carteira, com pico aos dois meses. A alta de exames se concentra entre um e dois meses antes da saída, evidenciando que o efeito da proximidade da saída é mais tardio sobre exames do que sobre consultas, reforçando a sequência típica de uso desses tipos de cuidado.  Download do Paper Ano: 2012 Working-paper:...

Leia mais

WP037 – Estudo do Efeito da Idade e Tempo até a Morte em Gastos com Saúde

Conduzida por Ana Carolina Maia (UNIFAL), Monica Viegas Andrade (UFMG) e Flavia Lucia Chein Feres (UFJF), esse artigo analisa os determinantes dos gastos individuais com saúde por beneficiários a partir de 40 anos. As pesquisadoras pontuam que admitir o tempo até a morte como preditor de despesas é fundamental tendo em vista mudanças demográficas já em curso no país oriundas do envelhecimento populacional, além das alterações no perfil epidemiológico da população mundial. Seus achados verificam que o aumento das despesas atinge um efeito marginal de até 430% no ano da morte do beneficiário, além de elevação nos 3 anos...

Leia mais