WP001 – New Evidence of the Causal Effect of Family Size on Child Quality

Os pesquisadores Vladimir Ponczek (FGV/SP) e André Portela Fernandes de Souza (FGV/SP) aprofundam a análise sobre composição familiar para afirmar a relação entre o número de filhos e a qualidade da formação infantil. Embora mencionem dados de diferentes países, os pesquisadores exploram aspectos do tema latentes em países em desenvolvimento, em especial no Brasil, onde a pesquisa foi conduzida. Para os autores, estimar corretamente os efeitos diretos do tamanho da família sobre a formação infantil é crucial para a formulação de políticas públicas com solidez. Os pesquisadores ressaltam, no estudo, a importância em não negligenciar as diversas dimensões da formação infantil visto que há evidências de que o nascimento não-planejado de um filho pode prejudicar não apenas o seu desenvolvimento como também o dos seus irmãos e irmãs, perpetuando ciclos de pobreza entre as gerações.  A pesquisa analisa como restrições financeiras e de tempo geram impactos, sobretudo entre os países pobres, sobre a organização familiar. O artigo explora como tais deficiências acabam por atuar como engrenagens propulsoras da relação ‘quantidade de crianças X qualidade na formação’ . Preocupados, ainda, com a repercussão do trabalho infantil sobre o desenvolvimento humano, inclusive sobre a saúde e bem-estar das crianças, os autores apontam números e evidências de que o aumento na quantidade de membros de uma família relaciona-se, diretamente, ao envolvimento de meninos no trabalho forçado e das meninas nas tarefas domésticas. Consentido...

Leia mais